Rubia & Beto

Loading...

B - Contos eróticos
B - Contos eróticos

 

Primeira vez minha esposa com outro macho

  

          Minha esposa é uma mulher muito gostosa. Loira, alta bastante sexy, peitos firmes e apetitosos, coxas grossas e uma bunda durinha. Gosta muito de se exibir.

          Quando casamos tínhamos um relacionamento comum como a maioria dos casais. Até que de repente durante nossas transas começamos a fantasiar outras pessoas com a gente. Dai para realidade foi um passo.  

           Resolvemos colocar em pratica, mas teria que ser alguém conhecido e de confiança. Combinamos que ela escolheria a pessoa.

          Ela falou a respeito de um colega de faculdade que vivia dando em cima dela. Comecei a incentiva-la a retribuir as cantadas. Não deu outra. Depois de alguns dias e algumas conversas, acabaram marcando um encontro. Ele nem imagina que eu sabia de tudo. Combinaram o encontro para o final de semana, ela mentiu para ele dizendo que eu estaria viajando.

          No dia marcado, eu estava muito nervoso. Era uma mistura de ciúme e tesão muito grande… Difícil de explicar, só quem passa por isso consegue entender. Ajudei minha esposa na escolha da calcinha que iria usar juntamente com o restante da roupa. Estava divina, uma verdadeira puta.

          Depois de alguns beijos, ela foi e eu fiquei apenas imaginando o que ela estaria fazendo. O tempo parecia que não passava. Fiquei o tempo todo imaginando o que ela estaria fazendo naquele momento. Chupando, dando o cuzinho, cavalgando, de quatro... Que loucura.

          Depois de várias horas de angustia, finalmente ela chegou. Já foi logo dizendo tudo que havia acontecido naquela tarde.

          Encontraram-se no local combinado, já foram se beijando. Nesse instante ela já sentiu que ele estava de pau duro, sentiu também que era enorme e grosso. Entraram no carro e foram para um motel.

          No caminho tirou o cacete dele para fora e fez um boquete. Disse que mal cabia na boca dela de tão grosso.

 

           Quando eles chegaram ao motel ela estava muito nervosa, mas não tinha como desistir, já tinha chegado até ali, não iria voltar atrás… Ele tirou o vestido dela e a deixou só de calcinha…. Começou a chupá-la todinha com muita calma… Depois de algum tempo tirou também a calcinha, deixando ela toda nua… Caiu de boca naquela buceta cheirosinha…. Ela confessou que gozou de tanto tesão, só com a língua dele na sua bucetinha.

 

          Ela disse que a química entre os dois foi perfeita…. Transaram em várias posições durante muito tempo…. Eu ao ouvir aquilo já estava com o pau quase explodindo de tesão. Ali mesmo na sala comecei a penetrá-la.

            Sua buceta estava quente e melada, parecia de veludo. Ela falou que o pau dele não era muito grande, mas era bem grosso. Ele gozou na boca dela e ela acabou engolindo tudinho…

  

          Diante de tanta excitação, perguntei se ela gostou e se queria repetir a dose outras vezes. Ela disse que sim. E que eu seria de agora em diante um corninho bem mansinho e que ela seria minha putinha safada… Não aguentei ela falar isso. Gozei feito louco…

           Depois deste dia, comecei a gostar da ideia de ser o corninho dela. Saímos muitas vezes com este amigo dela, comecei a participar junto com eles, mas um dia ele foi morar em outro estado, mas uma vez por ano vem aqui tirar férias e acabamos nos encontrando. Agora estou providenciando outro amante para minha esposa.